Calma Filho – Nathan Silva

11
Published on 7 de outubro de 2021 by

Não errei quando Eu escrevi sua trajetória
Eu acredito na sua história
Não é o fim da linha pra você
Por mais que esteja só cacos espalhados pelo chão
Seus cacos estão em minha proteção
Eu sou artista da reconstrução

Calma, filho!
Nada é por acaso
Sou Oleiro, e entendo de cacos
Rachaduras vão além de uma fragilidade
Mostra alguém forte que venceu dificuldades

Eu Sou teu Deus
E não existe alguém melhor pra te entender
Feridas são experiências pra você crescer
Não desista, não
Suas lágrimas não são em vão
Seus cacos, filho, estão em Minha proteção
Pode estar quebrado
Mas Eu estou cuidando
Pode estar ferido
Mas Eu estou sarando
Filho meu, não vou te abandonar
Eu acredito quando ninguém quer acreditar

Pode o inimigo te olhar caído, ferido, sem forças pra ficar de pé
E queira somar as suas derrotas, falando que agora é morte de fé
A minha lógica é diferente
Quanto mais prova, muito mais crente
Creia, somente creia

Eu sou o Oleiro e não desperdiço
Por mais que você esteja quebrado
Somo as quedas, como experiência
Somo histórias, como legado
O choro dura uma noite inteira
Mas teu sorriso de manhã, é o resultado

Artista