Cicatriz – Deise Jacinto

59
Published on 1 de novembro de 2019 by

Cicatriz
Entre e veja o sol da minha fresta
Limpe seus pés e deixe a mala
Sente que eu vou te protejer
Veja, mas só aquilo que eu te digo
Esconda a dor que é de quem sofre
É proibido esmorecer
Voe, tome cuidado com as janelas
Elas estão sempre fechadas
Logo irá se acostumar
Viva e esconda sempre teu sorriso
Não há lugar pra alegria
Venha que eu vou lhe ensinar

Sabe, já não conheço meu início
Larguei a mala e o sorriso
Tirei o medo pra dançar
Ontem queria amparo e ombro amigo
Só pra falar e ser ouvido
Hoje não acho meu lugar
Longe, levo na alma cicatrizes
Limpo a poeira e tomo a mala
Carrego a dor pra me ensinar
Sigo, volto pra quem sabe o caminho
Tenho uma noite enluarada pra ver que
nunca ando só.

Category