Consequências – Daniela Araújo & Estratagema de Deus

29
Published on 7 de novembro de 2019 by

Eu vi defuntos e oprimidos
Eu vi um mundo de mortos vivos
Eu vi o templo daquele tempo
Cheio de carne apodrecida
Eu nunca entenderia
Que era ali aonde eu vivia
Foi quando eu vi os meus semelhantes
Procurando a mesma saída

Até as últimas consequências
Eu vou
Até as últimas consequências
Eu vou

Eu quis mudar aquela multidão
E fui pior que todos naquele saguão
Eu via rostos de vários conhecidos
Com seus fantasmas todos despidos
Fui revelando meu verdadeiro eu
Pedi a Deus o que Ele me prometeu
Então tirei toda poeira dos meus sapatos
E prossegui para o próximo ato

Porque as mulheres que por Jesus foram perdoadas
Hoje por nós são vitimadas, julgadas, apedrejadas
Porque o confesso é excluído
Porque o possesso incluído
Por que os que foram injustiçados sempre fecham comigo

Senhor…

Tu és o mestre perdão, onde estão seus discípulos?
Só tenho encontrado forças no poder de seus versículos
Já parti minhas canetas
Já rasguei meus manuscritos
Procurando alguma forma de resgatar seus invictos

Em sua palavra eu encontrei sabedoria
Em seu Espirito poder fé e ousadia
Em tua graça eu me renovo a cada dia
Eu prego amor em lugares cheios de pessoas vazias

Prepare o povo pra receber os que hão de vir
Traga renovo pra aqueles que já estão aqui
Que a multidão tenha ouvidos pra ouvir
Nos deste um som suficiente pra nossa missão cumprir

Que ouça a voz do bom pastor a chamar por seus nomes
Que o pão que tu vos deste possa saciar as fomes
Nosso tesouro está onde a traça não consome
Seja feita a justiça no nome sobre todo nome

Até as últimas consequências estou nascendo
Pregando graça que é pra quebrar as algemas
Quem me conhece sabe que eu sou Estratagema
E que eu não entro em causa alguma em que morrer não vale a pena

Até as últimas consequências
Eu vou
Até as últimas consequências
Eu vou

Category