Estações – Trazendo a Arca

181
Published on 6 de junho de 2016 by

A flor resseca e cai ao chão

A mesma que dia floresceu
Veio o outono e ela secou
Sua beleza acabou

O inverno chegou as cores vão
O frio das manhãs e a sequidão
A vida é como as estações
Há dias bons, há dias maus
Mas eu sei

Que depois da sequidão há um renovo
E a semente que não morre, não renasce
E em tudo que passei Deus quis me ensinar
Que por mais escura que seja uma noite
Ela não resiste a luz de cada amanhecer
E o choro da noite vai passar, quando a manhã chegar

O inverno chegou as cores vão
O frio das manhãs e a sequidão
A vida é como as estações
Há dias bons, há dias maus
Mas eu sei

Que depois da sequidão há um renovo
E a semente que não morre, não renasce
E em tudo que passei Deus quis me ensinar
Que por mais escura que seja uma noite
Ela não resiste a luz de cada amanhecer
E o choro da noite vai passar, quando a manhã chegar

E o choro da noite vai passar, quando a manhã chega

Artista Tag

Adicione um comentário

Seu email não será publicado.