Eu Faço Parte – Damares

61
Published on 20 de agosto de 2020 by

Como um espetáculo pro mundo
Cristãos eram lançados na prisão
Enfrentavam a arena pela glória
Instrumentos vivos de libertação

Mas na alma ardia a chama do evangelho
Estavam prontos para o mundo enfrentar
Foram lavados pelo sangue do Cordeiro
E no peito, era latente o desejo de glorificar

Como na Igreja primitiva
Nessa geração ainda existem Paulo, Pedro, Estevão e João
Que apregoam a verdade, doa a quem doer
E se levantam nessa terra para estremecer

Não escarnecem a palavra
Morrem pelo reino
Perdem famílias, mas alcançam um país inteiro

Vencem batalhas e não dão ouvido a Jezabel
O seu propósito maior
É povoar o Céu

Brilham em trevas
Entoando o som da eternidade
Denunciando a idolatria
Vivem em santidade
A sua arma de batalha é a oração
E o Inferno não suporta sua adoração

Eu faço parte
Da Igreja que ainda canta
Ainda prega Ainda adora
Ainda ora e se põe de pé

É testemunha do Deus vivo
Experimenta o impossível
Põe no chão o seu joelho E usa a sua fé

Eu faço parte
Da igreja que ainda chora
Ainda enfrenta, profetiza e não desiste mesmo na prisão
Não vende o trono
Não entrega sua coroa
E não baixa sua cabeça para o Inferno e a oposição

Eu faço parte
Da Igreja que não troca a aliança
Tem no peito a esperança de encontrar Jesus
Eu faço parte
Da Igreja redimida que aceitou viver a glória
E carregar a cruz

Como na Igreja primitiva
Nessa geração ainda existem Paulo, Pedro, Estevão e João
Que apregoam a verdade, doa a quem doer
E se levantam nessa terra para estremecer

Não escarnecem a palavra
Morrem pelo reino
Perdem famílias, mas alcançam um país inteiro

Vencem batalhas e não dão ouvido a Jezabel
O seu propósito maior
É povoar o Céu

Brilham em trevas
Entoando o som da eternidade
Denunciando a idolatria
Vivem em santidade
A sua arma de batalha é a oração
E o Inferno não suporta sua adoração

Eu faço parte
Da Igreja que ainda canta
Ainda prega
Ainda adora
Ainda ora e se põe de pé

É testemunha do Deus vivo
Experimenta o impossível

Põe no chão o seu joelho
E usa a sua fé

Eu faço parte
Da igreja que ainda chora
Ainda enfrenta, profetiza e não desiste mesmo na prisão
Não vende o trono
Não entrega sua coroa
E não baixa sua cabeça para o Inferno e a pra oposição

Eu faço parte
Da Igreja que não troca a aliança
Tem no peito a esperança de encontrar Jesus
Eu faço parte
Da Igreja redimida que aceitou viver a glória
E carregar a cruz

Igreja, confrontada pelo mundo não desiste
Igreja, é cercada por espinhos mas persiste
Igreja, que enfrenta a luta e vence os leões
Igreja, que quando adora toca os corações

Igreja, que não tem por preciosa a sua vida
Igreja, que a Deus se consagra e se santifica
Igreja, edificada sobre a rocha pra vencer
Pois contra ela as portas do Inferno não vão prevalecer

Eu faço parte Da Igreja que ainda canta
Ainda prega
Ainda adora
Ainda ora e se põe de pé

É testemunha do Deus vivo
Experimenta o impossível
Põe no chão o seu joelho
E usa a sua fé

Eu faço parte
Da igreja que ainda chora
Ainda enfrenta, profetiza e não desiste mesmo na prisão
Não vende o trono
Não entrega sua coroa
E não baixa sua cabeça para o Inferno e a pra oposição

Eu faço parte
Da Igreja que não troca a aliança

Tem no peito a esperança de encontrar Jesus
Eu faço parte
Da Igreja redimida que aceitou viver a glória
E carregar a cruz

Artista