Eu me prostro – Dilson e Débora feat Rafaela Pinho

112
Published on 1 de dezembro de 2019 by

Tento imaginar a dor e a agonia, naquele lugar, ao fim daquele dia
O sangue que verteu de um amor sem fim
O tanto que Se deu ao Se entregar por mim
Não posso ficar na inércia diante desse amor
E nada impedirá que eu viva para Ti, Senhor
Mesmo sem entender

Eu me prostro
Eu me rendo
Não mereço, Senhor
Não sou nada, sem Tua graça, miserável eu sou sem Ti, Senhor

Tento compreender esse amor inexplicável
Mesmo sendo santo assumindo meu pecado
Me amando sem limites, Se entregou sem hesitar
Abriu mão de toda glória só pra me salvar
Não posso ficar na inércia diante desse amor
E nada impedirá que eu viva para Ti, Senhor
Mesmo sem entender

Eu preciso de Ti
Vem derrama em mim
Com a Tua unção vou vencer

Artista