Lunação – Rosa de Saron

159
Published on 22 de janeiro de 2020 by

Às vezes falta o sol
E devagar, eu mínguo
Até me apagar
Até me ocultar na noite sem luar

E o brilho que era meu
Vejo nunca foi meu
Mas do sol a iluminar

A luz, que o sol me traga luz
Pra noite iluminar
A luz, nunca me falte a luz
Pra noite iluminar

Mas quando eu me desloco
Eu cesso a escuridão
Crescente vou brilhar
Sentindo a luz entrar
E a noite clarear
Quando é cheio o meu luar
Hoje eu sei posso contar
É o sol a iluminar

A luz, que o sol me traga luz
Pra noite iluminar
A luz, nunca me falte a luz
Pra noite iluminar

São fases eu sei
Mas que seja sempre breve a escuridão
E que o sol perdoe
A minha lunação
Até que eu não
Precise mais brilhar

A luz, que o sol me traga luz
Pra noite iluminar
A luz, nunca me falte a luz
Pra noite iluminar

Nunca me falte o sol

Autor