Marcas Na Areia – Tony e Tito

216
Published on 15 de março de 2018 by

Marcas na areia ficavam da pesada cruz
Lágrima, suor e sangue na areia ficavam.
Passo a passo andava ao Gólgota ele caminhava;
Foi pensando em mim que a cruz carregou;

O rosto de Cristo brilhavam a verdade a luz;
Seus olhos fitados no monte,
que cena cruél;
Quem devia era eu
Mas assumiu os meus pecados
Jesus sendo inocente
Tornou-se cupado.

Sofreu por me amar, pra me salvar;
Eu não tinha chance, ocupou meu lugar;
Foi desse jeito que provou que me amava;
Deu a si mesmo ficando tão só;
Na cruz foi pregado ocupou meu lugar;
Não se importou de levar os meus erros;
Carregar minha cruz.

O rosto de Cristo brilhavam a verdade a luz;
Seus olhos fitados no monte,
que cena cruél;
Quem devia era eu
Mas assumiu os meus pecados
Jesus sendo inocente
Tornou-se cupado.

2x
Sofreu por me amar, pra me salvar;
Eu não tinha chance, ocupou meu lugar;
Foi desse jeito que provou que me amava;
Deu a si mesmo ficando tão só;
Na cruz foi pregado ocupou meu lugar;
Não se importou de levar os meus erros;
Carregar minha cruz.

Não se importou de levar os meus erros;
Carregar minha cruz.




  • Artista Tag