Nada Poderá – Damares

33
Published on 19 de julho de 2020 by

Fonte de água viva que jorrou em mim
És o meu maior prazer
Fôlego de vida que vem sobre nós
Ante a Ti me prostrarei

Todo poderoso, Grande Eu Sou
Eu me rendo a quem Tu és
A Sua morada vem em mim fazer
Em Ti me protegerei

Se acaso eu me perder, nos meus passos confiar
Sei que a Tua graça me perseguirá
Posso me lançar ao mar, Tu irás me encontrar
Não posso me esconder

Pois eu sei que nada, nada vai me separar
Do amor que vem de Ti
Sei que nunca falhará

Nem a altura, nem profundidade
Qualquer outra criatura
Nada poderá me afastar
(Dele, Dele)
Nada poderá me afastar
(Rei, Rei)
Nada poderá me afastar

Fonte de água viva que jorrou em mim
És o meu maior prazer
Fôlego de vida que vem sobre nós
Ante a Ti me prostrarei

Todo poderoso, Grande Eu Sou
Eu me rendo a quem Tu és
A Sua morada vem em mim fazer
Em Ti me protegerei

Se acaso eu me perder, nos meus passos confiar
Sei que a Tua graça me perseguirá
Posso me lançar ao mar, Tu irás me encontrar
Não posso me esconder

Pois eu sei que nada, nada vai me separar
Do amor que vem de Ti
Sei que nunca falhará

Nem a altura, nem profundidade
Qualquer outra criatura
Nada poderá me afastar
(Rei, Rei)
Nada poderá me afastar
(Dele, Dele)
Nada poderá me afastar

Pois bem certo estou
Que nunca me abandonarás
E seguro vou
Pois sei que ao meu lado está

Nada, nada vai me separar
Do amor que vem de Ti
Sei que nunca falhará

Nem altura, ou profundidade
Qualquer outra criatura
Nada poderá

Nada, nada vai me separar
Do amor que vem de Ti
Sei que nunca falhará

Nem altura, nem profundidade
Qualquer outra criatura

Nada poderá me afastar
(Rei, Rei)
Nada poderá me afastar
(Dele, Dele)
Nada poderá me afastar

Autor