Ninguém Viu – Betiane

166
Published on 14 de março de 2020 by

Ninguém viu quando as portas se fecharam
Ninguém viu quando o choro disfarçou
Acreditou sem ver o resultado
Foi provado pra ser aprovado

Ninguém viu quando o tempo te cansou
Ninguém viu quando o rio se secou
Teu sorriso no caminho se perdeu
Quando saiu de cena só pra conversar com Deus

Ninguém viu quando o mar não se abriu
Ninguém viu quando a multidão não te ouviu
Mas é no anonimato onde a gente cresce,
Ouvindo Deus falando assim

Eu te vi perdendo pra você ganhar
Eu te vi descendo pra poder crescer
Enquanto você cuidava das ovelhas, Eu cuidava de você.

Eu derramo minha graça pra você cantar
Eu te encho de força na adoração
Eu te levantei para profetizar
Que os ossos secos viverão
E hoje aqui ouça a voz de Deus dizendo assim;
Eu cheguei, pode descansar
Feridas abertas, Eu irei sarar
Coração aflito, irei alegrar
Se estiver caído, vou te levantar

Lá na tua casa… (hoje tem milagre)…
Na tua família… (tem libertação)…
Se não sente mais a minha glória
Renovação sinta aí agora.

(Agora!)… Agora! Agora! Agora!
Receba ousadia no toque das minhas mãos
Seja agora transbordado com minha unção… (Agora!)

Eu cheguei, pode descansar
Feridas abertas, Eu irei sarar
Coração aflito, irei alegrar
Se estiver caído, vou te levantar

Lá na tua casa… (hoje tem milagre)
Na tua família… (tem libertação)
Se não sente mais a minha glória
Renovação sinta aí agora.

(Agora!)… Agora! Agora! Agora!
Receba ousadia no toque das minhas mãos
Seja agora transbordado com minha unção…

Seja cheio agora! Batizado agora!
Curado agora! Renovado agora!
Transformado agora! Tem vitória agora!
Sinta minha presença aí agora!

(Declamação e Improviso)
Seja cheio! Curado! Renovado! Restaurado! Agora!
Eu profetizo! Eu profetizo vida!
Eu profetizo a cura!

…Receba ousadia no toque das minhas mãos…

…Eu nunca esqueci de você
Lembro de cada detalhe desde que nasceu
Ninguém te viu, mas quem te viu fui Eu.
Mas quem te viu fui Eu.

Autor