Nunca Foi Sorte – Paulo Neto

48
Published on 6 de abril de 2022 by

Sim, fui Eu
Que fiz seguir o que estava parado
Que destravei o que estava travado
Você não viu, mas fui Eu

Sim, fui Eu
Que acalmei o coração aflito
Que evitei acontecer conflitos
Nem pareceu, mas fui Eu

Sabe aquele vento que se acalmou
Sabe aquele mar bravio que se calou
Pois é, fui Eu
Sabe aquele choro de alegria
Sabe aquela noite que virou dia
Você não viu mas fui Eu

Eu estou nas tuas decisões
Eu estou nas tuas aflições
Meu silêncio as vezes te faz sofrer
Mas mesmo calado Eu estou com você
Eu dou ordem aos anjos ao teu favor
E te livro por onde você for
E até em coisa que você se esqueceu
Nunca foi sorte, sempre fui Eu

Sabe aquele vento que se acalmou
Sabe aquele mar bravio que se calou
Pois é, fui Eu
Sabe aquele choro de alegria
Sabe aquela noite que virou dia
Você não viu mas fui Eu

Eu estou nas tuas decisões
Eu estou nas tuas aflições
Meu silêncio às vezes te faz sofrer
Mas mesmo calado Eu estou com você
Eu dou ordem aos anjos ao teu favor
E te livro por onde você for
E até em coisa que você se esqueceu
Nunca foi sorte, sempre fui Eu

Eu estou nas tuas decisões
Eu estou nas tuas aflições
Meu silêncio às vezes te faz sofrer
Mas mesmo calado Eu estou com você
Eu dou ordem aos anjos ao teu favor
E te livro por onde você for
E até em coisa que você se esqueceu
Nunca foi sorte, sempre fui Eu
Sempre fui Eu
Sempre fui Eu

Artista Tag