O Supremo – Wesley Ielsen e Fernanda Souza

11
Published on 7 de outubro de 2021 by

Quem poderá me explicar?
Poderá me decifrar?
Poderá me desvendar?

Não sou limitado ao tempo, nem tão pouco ao lugar
Em tudo, em um só momento, a minha presença está.

Conheço todos os lugares sem precisar viajar
Agora estou no universo, também estou neste lugar.

Eu sou Deus, sou Rei, sou Pai , Senhor
Sou forte, Supremo, Grande dominador
Sou o Alfa e Ômega, Princípio e fim
No universo inteiro ninguém pode contra mim.

Eu mando, desmando, desfaço, refaço
Eu entro na peleja, corto a lança e quebro o arco
Eu crio um necessário sem precisar pensar
E se Eu quiser agir quem Me impedirá?

Eu Sou o dono da tua vida, a porta de saída
Quem cuida de você, não te deixa morrer
Enquanto me adora nesta terra
Eu me levanto e desço guerreando a tua guerra.

Minha igreja me sente, mesmo que não me vendo
Sabe que estou presente, que Eu cheguei no templo
E pra quem não conhece o meu nome
Prazer! Eu sou o Supremo.

No céu é onde habito, sair daqui não preciso
Mas se o meu povo clamar, Eu me levanto e desço no lugar
O eterno é meu limite, ninguém me dá palpite
Não preciso caminhar, o vento me serve de asas pra voar

Estou aqui, estou lá, agora mesmo estou em todo lugar
Estou no vento, também na brisa mansa
Estou em tudo que o teu olhar alcança

Estou na terra, no mar e no céu
Nessa letra escrita no papel,
Na voz que se cala no tempo
Na fúria do mar, no tormento
Sou a luz e o clarão do dia
Esperança da alma aflita
O caminho a verdade, a saída
No momento de morte à quem morreu Eu sou a vida
Eu sou a vida! Eu sou a vida!

Artista