Paulo e Silas – Marcos e Matteus

1,009
Published on 28 de agosto de 2019 by

Paulo, meu amigo, não entendo
O que foi que nós fizemos para estarmos aqui?
Confesso que o milagre foi tão grande
Até pensei que a multidão iria em pé nos aplaudir

Silas, eu também não sei
Até pra conversar estou sentindo dor
Mas meu coração está ardendo algo diferente
Bem maior que a dor

Paulo, estamos na prisão
É triste a situação, não deu pra perceber?
A moça por Deus foi liberta e nós estamos presos
Não dá pra entender

Silas, Deus não abandona e
Sei que na prisão Ele conosco entrou
E o que resta agora é cantar
Pra Deus nos libertar ou aliviar a dor.

Declamação:
A história não revela o hino que Paulo e Silas
Cantaram na prisão mas, esse hino traz a imagem
Dos dois cantando na prisão:

Sim, eu amo a mensagem da cruz,
Té morrer eu a vou proclamar
Levarei eu também minha cruz
Té por uma coroa a trocar.

Paulo, eu estou sentindo uma
Coisa estranha, o chão aqui tremeu
Silas, eu também senti
Parece que o louvor moveu a mão de Deus
Tá diferente, a dor não sinto mais
E o tronco dos meus pés acabou de soltar,
Fique de pé, vamos cantar bem alto
Porque Deus entrou aqui neste lugar.

Libertou, libertou
Na prisão com eles Deus entrou
Libertou, libertou
Um terremoto a terra abalou.

Se és fiel e tem intimidade,
Ele não abandona e é fiel também,
Seja na cova, vale ou na fornalha,
É só adorar que a vitória vem.

Artista