Sobrevivi – Sarah Farias

482
Published on 27 de Fevereiro de 2018 by

Foram noites intermináveis, eu só chorava
Bem no auge da minha dor nada me consolava
Mas eu sobrevivi como a águia solitária
E a sorte de novo sorriu pra mim
Deus me escondeu bem debaixo de Suas asas
Nenhuma peste me matou, nenhuma flecha me atingiu

Eu aprendi a ganhar, perdendo
Aprendi a subir, descendo
Doeu, doeu, mas eu cresci
E cresci, diminuindo
Apareci, desaparecendo
E o poder de Deus na minha fraqueza se aperfeiçoou

Tem coisa boa chegando, tem algo acontecendo
E não importa o que eu sofri
O que importa é que eu sobrevivi

Artista Tag

Adicione um comentário

Seu email não será publicado.