Tapera – Adriano Camargo

79
Published on 13 de fevereiro de 2021 by

Eu era uma casa abandonada, a luz de Deus jamais brilhava em mim
Eu era construção em meio a areia, u
M projeto na poeira, não havia paz em mim
Mas Deus em casa nova me tornou,
Me alicerçou, mudou de cor, me encheu de vida
Hoje caia a chuva ou faça sol,
Sobrevivo aos temporais e aos tornados desta vida
E mesmo que meu chão venha tremer,
Hoje sou casa de Deus, e jamais vou desabar
No mundo eu fui chamado de tapera,
Um barraco à luz de velas, sem ter paz, sem ter amor
Mas hoje minha história foi mudada,
Tapera foi derrubada, casa nova hoje eu sou…
No mundo eu fui chamado de tapera,
Um barraco à luz de velas, sem ter paz, sem ter amor
Mas hoje minha história foi mudada,
Tapera foi derrubada, casa nova hoje eu sou
No mundo eu fui chamado de tapera,
Um barraco à luz de velas, sem ter paz, sem ter amor
Mas hoje minha história foi mudada,
Tapera foi derrubada, casa nova hoje eu sou

Artista